Mídia da capa

27/09/2019    72 visualizações

Polícia Civil reúne família após 18 anos

A Polícia Civil de Minas Gerais promoveu reencontro de família, 18 anos após a separação. Maria do Carmo Ferreira de Andrade, 68 anos, perdeu contato com a filha, Renata Ferreira de Andrade, 48, desde 2001. Renata saiu de casa tomando rumo ignorado aos 30 anos. A mãe registrou o pedido do reencontro de família em 2009, oito anos depois.

Há sete anos, Maria do Carmo faleceu. A Divisão de Referência da Pessoa Desaparecida (DRPD) continuou em contato com a família, dialogando com o pai, a irmã e a sobrinha da ausente. A essa altura já se sabia que, naquela época, Renata foi para o Rio de Janeiro em busca de trabalho, deixando a filha recém-nascida aos cuidados da avó materna, Maria do Carmo.

Agora, a DRPD localizou Renata vivendo no Rio de Janeiro. O serviço social da Divisão entrou em contato e conseguiu reatar os laços familiares. O Delegado Lucas Coutinho comemora que “a Divisão vem apresentando resultados surpreendentes com os encontros de família, embora não seja essa nossa finalidade específica, mas importante pelo caráter humano e social que representa”.