Mídia da capa

04/03/2021    595 visualizações

PCMG identifica desaparecido por meio de exame antropológico odonto-legal

A Polícia Civil de Minas Gerais identificou a ossada de Sérgio Herculano de Souza, de 39 anos, desaparecido há aproximadamente um ano. A identificação foi possível devido à sintonia de trabalho existente entre a Divisão de Referência da Pessoa Desaparecida (DRPD) e o Instituto Médico-Legal (IML).

A partir de minuciosa investigação, associou-se determinada ossada de desconhecido com as características do desaparecido Sérgio Herculano de Souza, sendo, a partir daí, requisitado ao IML perícia antropológica odonto-legal para análise comparativa. O resultado concluiu, então, haver “elementos técnico-periciais suficientes para identificar a referida ossada como sendo a de Sérgio Herculano de Souza”.

Nesta terça-feira (2/3), a DRPD recebeu a família de Sérgio para comunicar pessoalmente a identificação. “É de extrema importância fazermos esta comunicação oficial à família, para que possam encerrar o ciclo doloroso que vinham enfrentando; tudo isto de forma humanizada e acolhedora”, informa a Chefe da DRPD, Delegada Maria Alice Faria.

“Agradecemos a DRPD pelo brilhante trabalho realizado. Ficamos gratas em sermos recebidas pessoalmente e sermos comunicadas sobre a identificação do Sérgio de forma tão acolhedora, profissional e ética”, afirmaram as primas Celia Luiza Dias de Souza, de 36 anos, e Celma Dias de Souza, 39. Segundo o delegado Lucas Coutinho, “este caso comprova a importância do trabalho em sintonia entre a DRPD e o IML, para que bons resultados como estes continuem sendo alcançados”.

Equipe: delegados Maria Alice Faria e Lucas Coutinho; investigadores Gláucia de Assis Fernandes e Júlio César de Souza; Analista Marluci Zucherato; escrivã Gabriela Carla Barbosa e os peritos/legistas Luciene Menrique Corradi, Leonardo Santos Bordoni e Yara Vieira Lemos.